29 maio 2013

Nerd Style

Os nerds, além de todas as características comportamentais, costumavam ser rotulados como uma turma outsider até na hora de se vestir, com um look todo certinho, óculos fundo de garrafa de aro largo, cabelo bem penteado, vários aparelhos eletrônicos ao redor e uma postura um pouco "diagonal", meio torta para um lado. 

Mas as múltiplas faces da moda e a ascensão da informática e dos gadgets permitiram que eles encontrassem um caminho para a salvação fashionista, expandissem o guarda-roupa e ganhassem até um nome novo, mais moderno: geeks! Para Jorge Wakabara, subeditor do site Chic, da consultora Gloria Kalil, a tecnologia e os gadgets substituíram a moda na sede de consumo do povo. "O pessoal agora não quer a calça da moda, quer, antes de tudo, o celular mais moderno ou um super laptop. Então os nerds/geeks, que antes eram considerados uma coisauncool, ficaram supercool porque eles são os primeiros a saber dessas novidades! Ou seja, tecnologia não é mais papo de gente boba. E, claro, todo mundo percebeu que os nerds estão muito mais ricos!", diz. 

Várias marcas e estilistas, como Simone Nunes e Igor de Barros para a V.Rom, têm aproveitado esse estereótipo para inserir em suas coleções elementos de arte digital, internet, games e música eletrônica. A Triton desfilou, na última edição da São Paulo Fashion Week, a coleção College, toda com visual nerd,


        Segundo Rafael Porto, nerd assumido do blog Alforria, ser nerd deixou de ser algo depreciativo.       "Como o estilo ganhou força no mundo inteiro, é comum ver um grande número de pessoas se vestindo como os garotinhos da banda Arctic Monkeys. Onde se via apenas um fissurado em Internet, hoje se vê um jovem criativo, com boas possibilidades financeiras. 


Rafael Porto, nerd assumido, faz pose e diz que gosta de mesclar estilos diferentes para chegar em algo novo

Agora, ao invés de ter que revirar o guarda-roupa da avó, baús, brechós e colar os óculos com fita crepe, eles podem comprar sua vestimenta em diversos lugares, até em shoppings! Mas, como sair para comprar roupas nem sempre é um programa muito agradável para essa turma, nada melhor que encomendar tudo via computador, em algum site de camisetas. Alguns ousam até ir além das compras: quem é bom em desenho e design acaba dando uma de estilista e manda suas estampas para essas lojas online confeccionarem. "Não pode faltar o All Star no pé e, em segundo lugar, uma camiseta comprada na Internet. Gosto das estampas criativas sugeridas pelos próprios internautas", confirma Rafael. 


 Mas será que a moda pega? 
Essa explosão de popularidade - uma coisa meio antagônica - do visual nerd parece ter vindo para ficar, ou, pelo menos, para durar algumas temporadas de moda, filmes, visuais de banda e programas de TV, como mostram as séries The IT Crowd, Heroes, The Big Bang Theory, Greek e o recente remake de Mulher Biônica. 
De onde vem o termo "nerd"? 
Como toda boa gíria, sua real origem é incerta. A versão mais conhecida e divulgada diz que tem início no livro infantil "Se eu dirigisse o zoológico", publicado em 1950 pelo escritor e cartunista norte-americano Dr. Seuss, com um personagem esquisito e caricato que leva o nome de "Nerd". E um ano depois, em 1951, a revista Newsweek publicou uma notícia sobre os costumes dos adolescentes de Detroit, na qual dizia que os jovens conservadores estavam sendo chamados de nerds.

Outras origens seriam a gíria inglesa "nurt", para chamar uma pessoa de louca, ou a sigla N.E.R.D, que os funcionários da empresa de telecomunicações Northen Electric Research and Development levavam estampada em seu uniforme. No Brasil o termo se tornou mais conhecido com o filme A Vingança dos Nerds, de 1984, que fala sobre um grupo de jovens "certinhos" que resolve enfrentar a turma mais pop da universidade.



Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©